segunda-feira, 30 de abril de 2012

*

Passaram quase dois anos desde a última vez que tive coragem de escrever aqui. Sim, coragem.
Só algo muito forte me faria voltar e parece que, mesmo contra todas as expectativas, o dia chegou.

Porquê ? Não sei, mas hoje sinto que preciso mais disto do que nunca, preciso de voltar a usar as palavras para me expressar, para gritar de forma silenciosa, para descarregar toda a raiva que se fora acumulando dentro de mim. 
Acredito que tudo acontece por uma razão mas também acredito que há uma razão capaz de explicar tudo, capaz de fazer acontecer o inesperado e é essa mesma razão que eu persigo, que eu tento encontrar desde o dia em que te conheci. Sim , esse mesmo dia que estás a imaginar , que estás a recordar aos pedacinhos tal como eu o estou a fazer. Foi a partir daí que dei tudo de mim a alguém e automaticamente o meu coração percebeu que eu estava a encontrar o amor e, por incrível que pareça, isso não mais saiu da minha mente nem por um instante. O primeiro sinal? Bem, é complicado recordar tudo isto sem que haja uma pontinha de saudade e de emoção no meu rosto neste momento mas, ainda assim, consigo voltar a sentir o formigueiro, as borboletas na barriga e as palpitações que eu senti no coração só com o simples escutar da tua voz. Muitas vezes dei por mim a crer como era difícil amar, como compreendia os teus gritos mudos e o silêncio da tua voz, como dava por mim a desejar o melhor para ti mesmo que isso implicasse magoar o meu coração, como se eu estivesse a ser obrigada a mudar de capítulo, a arrancar as páginas da nossa vida que começavam a ser escritas.
Bati o pé, fui contra o bom senso, lutei contra tudo e todos e hoje estamos juntos. Criámos mais do que um mundo, um sentimento. Sem explicação, sem aviso , sem nada mas que me deu tudo. Um tudo que sem ti não vale nada. Um nada que contigo é mais do que alguém imagina e tudo aquilo que um amor pode ser. É tudo isto que me faz adivinhar aquilo que estás a sentir neste momento, talvez porque eu o esteja a sentir também, talvez porque somos um só ( não me deixas mentir ao dizê-lo ) .

Lembro-me do nosso primeiro encontro como amigos, lembro-me perfeitamente do nosso cruzamento de olhares, das nossas conversas atrapalhadas, das nossas mensagens envergonhadas e das nossas reacções surpreendentes.
Guardo dentro de uma caixinha a primeira flor que roubaste e me deste, os bilhetinhos que me escreveste.
Ainda sei a data do nosso primeiro beijo, relembro-o como se fosse hoje e sei que cada vez que passarmos por esse local iremos lembrar-nos um do outro com todo o carinho, mesmo que a vida nos leve para rumos diferentes. Sei que também te lembras de tudo, eu sei que sim. Sei que te lembras da roupa que eu tinha vestida tal como eu me lembro da tua, das minhas manias, dos meus gestos e do como era ciumenta. Sei que te lembras das nossas conversas intermináveis sobre tudo e mais alguma coisa, das nossas directas ao telemóvel e dos nossos pequeninos momentos que se tornavam tão especiais. Sei que ainda recordas cada trajecto que percorremos juntos, cada gargalhada e cada sentimento de vergonha. Sei que sabes a minha cor favorita e como gosto de escrever quando não estou bem ou simplesmente quando estou num dia especial, tal como eu me lembro de como gostas de ficar minutos infindáveis enrolado na toalha depois do banho. Tenho a certeza que te lembras dos motivos pelos quais eu ficava chateada facilmente, sei que te lembras do meu mau humor e de todos aqueles mimos aos quais não resisto e que só tu sabes dar.
Eu lembro-me de cada sinal da tua face, dos teus vícios de dormir com almofadas baixinhas e de fazer tudo o que não deves quando tens de estudar. Sei de cor a expressão dos teus olhos e sei que também sabes ler o meu olhar como ninguém, tal como sei que sabes e conheces cada parte de mim. 
E de todas aquelas vezes que me disseste que era para sempre ? Eu acreditei em ti , tal como sei que tu acreditavas . Passe o tempo que passar eu vou-me lembrar dos mimos que te dava e tu reclamavas porque julgavas ficar mal habituado, de cozinhar para ti horas e horas, de percorrer quilómetros para ver o teu sorriso e de ficar bem agarradinha a ti a ver filmes e a comer pipocas. Dos desabafos, das conversas, das mãos dadas, das horas que passavamos em silêncio mas que diziamos tudo um ao outro sem ser preciso dizer nada. As declarações de amor, os teus abraços reconfortantes, as tuas crises de ciúmes ternurentas, os teus olhos. Os teus olhos que diziam tudo.
Eu nunca te vou esquecer, e sei que tu também não. Não é o primeiro amor que nunca se esquece, é o primeiro amor verdadeiro e sei que tu foste uma das partes mais verdadeiras da minha vida.
As circunstâncias da vida mudaram e mudaram-nos mas , mesmo assim haverá sempre algo que é impossível de ser mudado , passe o tempo que passar : o que vivemos , o que sentimos , o que nos une . Aquele amor tão inexplicável e tão forte que faz doer o coração só de pensar . Para sempre ficarão as memórias , as recordações e NÓS . Sim , porque esse NÓS que surgiu por um mero acaso e que mudou a minha vida permanece , tal como permanece aquele teu jeito engraçado de dizer o que sentes sem que eu dê por isso nem te considere demasiado piegas e sei , sei que sabes tudo isso tal como eu .
És tu que me fazes sorrir , todos os dias . És tu quem eu quero e és tu que me fazes feliz .
Nada vai destruir isso , porque não vamos deixar , porque simplesmente estamos ligados pela linha do coração e essa , meu amor , é inquebrável .

Muitos parabéns baby :')
AMO-TE <3






5 comentários:

Flávia disse...

nao quis ser a 1a a comentar mas parece que tem de ser...simplesmente para te dizer que ate sobre um tema "tão banal" tu escreves do teu jeito tão singular...
Tenho tantas saudades dos teus textos...e tuas miuda.... LY'BF <3

Sara Rodrigues Campos disse...

nao sejas parva , podes comentar sempre que quiseres ;)
e tu es bem melhor minha parva :b <3
pode ser que agora escreva mais , tenho de ir arranjando tempo e paciencia ..
ly2 <3

Anónimo disse...

AMOOOOOOOOOOO-TEEEEEEEEEEEEE <3
Muah +.+

Sara Rodrigues Campos disse...

meio ano depois cc
meu parvo <3

Flávia disse...

eu sou bem melhor!?!? ahahah quasee.....

sim, espero q escrevas mais sim, e q publiques :)